foto

foto
JAPÃO, AMOR PRA VIDA TODA!!!

terça-feira, 1 de novembro de 2011

A vida no Japão


Eu sei que ir pro Japão pra passear tem uma diferença enorme em estar lá trabalhando. Eu sei que as pessoas que trabalham lá em fábricas ralam pra caramba, e que muitas pensam em voltar logo pro Brasil, mas conheço outras também que preferem continuar nas fábricas e viverem bem, do que voltar pro Brasil onde vai ter que ralar muito também pra viver ou melhor, sobreviver. Aqui a vida não tá fácil não, por isso mesmo muitos estão nas fábricas no Japão. Muitos conseguiram um emprego melhor  que as fábricas e não querem voltar pra cá, conheço muitos ^^/

Aqui no Brasil agora muitos estão trabalhando embarcados, é o que está dando um dinheiro razoavelmente bom, mas vcs acham que é mole ficar 30, 35 dias no mar longe da famíla, ficar nesse vai e volta a vida inteira?

Eu sei que trabalhar nas fábricas não é um dos melhores serviços do mundo, mas sei de muita gente que trabalha nisso e gosta, ganha seu dinheiro, vive dignamente, se diverte com o dinheiro que ganha, tem seu próprio carro e tudo mais, outros detestam estar nas fábricas e acham que é um serviço escravo, mas isso existe em todo lugar... mas se as fábricas não fossem um bom emprego, não dessem um bom dinheiro, não desse pra viver bem, não teriam tantos brasileiros no Japão...estariam no Brasil ralando pra ganhar uma miséria por aqui mesmo.

Claro que essa é a minha opinião baseada nos relatos que já ouvi de muita gente.

Mas pra vcs que estão aí no Japão e estão doidos pra vir embora pro Brasil, dou o maior apoio, já fizeram a sua parte, conseguindo um dinheiro ou não (muitos torram tudo no Japão mesmo  ^^'), se acham que tá na hora de vir embora, vem mesmo, vem pra cá ficar perto da família, matar a saudade, vcs podem nunca mais voltar ao Japão (o que eu acho difícil) mas vcs vão sentir uma falta imensa, podem acreditar.

Ralar por ralar, prefiro ralar num lugar onde o meu salário valha à pena...tô falando em viver bem, ter seu carro, poder sair pra jantar, pra se divertir, não estou falando em vida de milionário, mas viver bem...

Mas cada caso é um caso né? Então respeito muito a opinião de todos.



Bjus!!!

4 comentários:

Felipe disse...

Sábias palavras, principalmente do penúltimo parágrafo!

Dea disse...

Bem complicado Georgia
Tem pessoas que estão tão felizes e outras não...bem difícil
Eu adorei a minha experiência, e se puder voltar, eu quero
beijosss

中島 disse...

Você disse algo engraçado: "muitos torram no japão mesmo" meniiina e os que chegam aqui no Brasil e torram tudo só pra se mostrar pra família e amigos?! Acho um absurdo isso! Uma falta de preparo pra vida!!! Eu concordo com o que você disse e sempre que vejo um voltando me pergunto o motivo. Minha cunhada é gerente de uma empresa e ela nem pensa em voltar para o Brasil, só vem á passeio e quando chega aqui acha tudo muito caro. Já o meu marido não gosta do tipo de trabalho e só depois que me conheceu e morou aqui comigo é que decidiu viver no Brasil, antes ele achava que ia passar a vida dele no Japão....de repente eu indo ele mude de ideia de novo né?! rsrsrs

Bjs
Diana

Bah disse...

Olha, não me arrependo de ter trabalhado 4 anos em kaisha... ter trabalhado em linha e ter conhecido uns tipos de pessoas bizarras rsss só acrescentou à minha vida profissional e pessoal, porque eu uso muito do que aprendi no cotidiano.

É uma experiência e ela não deve ser diminuída nunca. Alguns me olham torto por ter trabalhado em fábrica, outros acham super legal e confesso: eu gostava viu? Bater parafuso, cortar rebarba de banco de carro, era super divertido... entedioso às vezes, mas eu adorei. Não juntei o suficiente pq eu vivi muito bem por lá, mas posso dizer que eu soube correr atrás das oportunidades voltando pro Brasil.

Hoje, morro de saudades do Nihon, todos os dias, claro.. Algumas vezes com mais intensidade, outras menos. Mas aqui eu consegui ir atrás do que eu queria. Estou perto da minha família, acabei um casamento que não estava me fazendo feliz, estudei uma pós, me formei, me realoquei no mercado de trabalho, na minha área e hoje, meu chefe está saindo e estou ocupando o lugar dele.

Não digo que foi somente sorte, mas é saber e querer correr atrás.

Tenho mto orgulho de dizer que o Nihon fez parte dessa etapa da minha vida, a melhor.

Kisu!